E-mails

Prezada Xênia:

Estive no seu site que conheci através de um amigo que é entusiasta do ramo das artes, tanto que chegou ao ponto de tirar fotos de palitos de fósforos, recortar os palitos das fotos e jurar que, através do poder da mente, conseguiria fazer com que tais palitos voltassem a se comportar como verdadeiros – acendendo, assim, sua lareira para aquecer seu espírito enquanto lê as fábulas de esopo para seus três hamsters albinos. Confesso que fiquei curioso quando vi que você se identifica muito com o estilo rupestre, mas mesmo assim acho que isso não tem nada a ver com o meu estilo. Pra ser sincero, ainda não sei qual é meu estilo – expulsaram-me (quase a cacetadas) d’uma livraria quando eu tentava esconder embaixo do meu boné um daqueles caríssimos livros sobre arte contemporânea.

Foi um dos piores dias da minha vida, desde então nunca mais urinei no bidê, nem joguei pragas no meu vizinho testemunha de jeová.

Respeitosamente,

Antonio Marcos

PS: seu nome é com X mesmo? Com ou sem acento circunflexo?

……

Prezado Antonio Marcos,

Agradeço a visita ao meu site. Gostaria muito de conhecer seu amigo, pois além de artista também sou piromaníaca e curto instalações performáticas com palitos de fósforos, com os quais costumo atear fogo aos quadros no encerramento das exposições. Gostaria de poder escrever mais, mas aqui só me permitem digitar até 500 caracteres por e-mail semanal.   Mantenha contato, será um prazer ter alguém com quem possa trocar idéias sobre arte nas próximas 432 semanas que ainda me restam de pena a cumprir pelo incêndio que provoquei no MAM.

Atenciosamente,

xenïa

PS: Sim, é com X minúsculo e sem acento circunflexo mas com um trema na letra i.

…………………….

Prezada Xenia (?):

Notou que no meu e-mail anterior fui um tanto quanto incoerente? Mas é assim mesmo – culpa do meu amigo que é seu fã desde o último dia 15. Ele disse:  “vai lá, ela realmente tem personalidade.” Então eu fui, mas não sei se voltei. Quem inventou os saquinhos de chá? Ah, mesmo assim as pessoas vivem correndo feito loucas à procura de um lugar onde possam se estabelecer e criar seus girassóis de plástico. Germinar em solo infértil é o mesmo que marcar chiclete babalu sem tirá-lo do plástico envolvente que o protege contra germes e bactérias.

Consciência minha esta que lhe pergunta: mas é com X mesmo?

Atenciosamente,

Antonio Marcos

…………

Prezado Antonio Marcos,

Queira desculpar a demora em responder sua mensagem. Fiquei de castigo durante um mês, proibida de entrar na sala de informática aqui do presídio. Acusam-me de ter criado e espalhado na internet um tal  vírus DaDa,que têm provocado grandes estragos nas obras dos grandes mestres do século XVII nos acervos on line dos museus do mundo. Reafirmo veementemente mais uma vez que é com X mesmo, mas por  favor pronuncie “quiz” e não “xis”. E se quiser continuar a escrever, tenha o mínimo de consideração e grafe corretamente meu nome: é xenïa, com letras minúsculas e um trema em cima do i. Falou, brother? (Gosto muito dessa linguagem neo-clássica que usam aqui no estabelecimento de correção penal).

xenïa

…………

Prezada Xenia com Xis:

Meu amigo acabou de enviar-me um e-mail sobre um seminário que realizar-se-á dia 14 próximo sobre a inconsistência da arte de vanguarda. Você realmente acha que isso é tipo de seminário que se faça? mais parece um prelúdio ao caos e à desordem estética! Hereges, hereges!

Falando nisso, deixei meus dois são beneditos tomando conta do arroz – tenho fé sim, eles desligarão o fogo assim que a água secar (ninguém entende mais de arroz que eles, pois vivem com os pés no cereal). Isso é o que minha avó dizia, antes de se alistar no exército da salvação. Não importa o que você pense, você sempre pensará em algo e esse algo, cedo ou tarde, certamente será alguma coisa – real ou não. Baseados nessa teoria são criados jogos para videogames.

Blue notes… Você realmente gosta de jazz? Ah, fiquei traumatizado com a história do bird que não estava num fio.

Não assino mais.

……………

Caro Antonio Marcos:

Sugiro que seu amigo evite seminários de qualquer espécie sobre qualquer assunto, mesmo os de entrada gratuita (os que servem vinho branco leite da mulher amada no coquetel). Se ele for um sujeito inteligente saberá que  toda arte é inconsistente e não-lucrativa e não serve para nada, a não ser para aprender a abrir a caixa de chocolate do frade seguindo a linha picotada sem provocar danos nas abas laterais e interiores da embalagem. Vermelho é a cor da moda e o melhor neste inverno é tomar um banho de sangue quente. Fala-se muito em banho de sangue por aqui, mas o que sai pingando dos chuveiros coletivos é uma água marrom-virótica. Recebi o pacote que você enviou, os lemmings chegaram bem e já estão sendo treinados para comer as barras de ferro. Lamento que tenha ficado  traumatizado por causa do bird, mas tudo é uma questão de ponto de vista do fio. Aqui em frente, por exemplo, o bird não está por um fio, mas sim pousado no fio. Ou melhor, estava, porque não agüentei por muito tempo aquela visão estática e acabei acertando-o com o estilingue que veio no bolo do dia das mães.

Atenciosamente,

xenïa

PS: Sim, gosto mesmo de jazz, qual é o seu problema?

……………

Prezada xenïa (é assim que se escreve?)

Meu amigo desistiu de você e da arte, ele agora é mecânico da Harley-Davidson e nos finais de semana toca um som hardcore numa banda chamada The Kluxes.

Eu estou partindo com uma galera radical para escalar o Everest e não sei quando ou se volto.

…………….

Prezado Antonio Marcos:

Eu penso que Jesus disse em algum sermão que todo passado irregular gera um presente tenso incapaz de conter o futuro irresistível. Escute o som das canções dos cachorros e  veja as asas dos porcos em direção ao céu quando chegar ao topo. Boa sorte e lembre-se: Jesus não pode salvar você. Não há pregos suficientes.

xenïa

___________________________

Anúncios